Crime: Imagens de menina sendo estuprada circulam pela Internet

O carpinteiro D.S.R., 42 anos, residente há seis anos em Nova Jersey, nos EUA, recebeu um e-mail, na semana passada, que o deixou atordoado: em um arquivo contendo 54 fotografias, postado por um amigo, sua filha de apenas 13 anos aparecia mantendo relações sexuais com três rapazes. Desorientado, imaginou tratar-se de uma sósia ou uma montagem. Encaminhou a mensagem para a família em Itanhém, cidadezinha do extremo sul baiano, a 983km de Salvador, e obteve a confirmação. Nas imagens, a garota parece estar desacordada e é sistematicamente currada pelos jovens.

O caso chegou ao conhecimento do delegado José Neles Araújo, titular da 8a Coordenadoria de Polícia do Interior, com sede em Teixeira de Freitas, que pediu, ontem à tarde, a prisão temporária do comerciário Darlan Costa, 19 anos, e a apreensão dos dois adolescentes de 17, que participaram da curra e de sua divulgação na internet. Os dois crimes ferem o Artigo 313 combinado com o 224 do Código Penal Brasileiro (estupro com presunção de violência) e o 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente, que dispõe sobre “fotografar ou publicar cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente”.

Intimado a prestar depoimento, Darlan não foi encontrado ontem pela polícia. Informações não confirmadas dão conta de que ele teria fugido para Minas Gerais, estado que faz fronteira com Teixeira de Freitas, sua cidade de origem. Um dos rapazes de 17 anos também estaria em Minas. Circula, em Itanhém, o boato de que o outro adolescente envolvido no caso teria sido levado para Portugal. A reportagem do Correio tentou entrar em contato com os familiares dos acusados, mas não obteve êxito.

Circo de horrores – Ouvida, ontem à tarde, pelo delegado Neles Araújo, a garota de 13 anos não tinha muito o que contar. Relatou ter saído de casa, no bairro de São João, próximo à estação rodoviária, por volta das 17h do dia 21 do mês passado. Queria tomar um sorvete. No caminho, encontrou o colega de 17 anos que a convenceu a ir à residência de um amigo dele, da mesma idade, situada no centro da cidade.

Sem desconfiar das reais intenções dos rapazes, a garota ficou conversando com eles à porta, durante alguns minutos. Em dado momento, sentiu sede e entrou no imóvel. Terminou dando a deixa para o circo de horrores que viveria em seguida. Depois de beber água, a menina foi persuadida a ingerir uma bebida da cor de conhaque e a cheirar uma substância que estava em uma garrafa plástica. Desmaiou e só viria a acordar no dia seguinte, em casa.

Ao despertar, mais de 12 horas depois de ter ingerido a bebida misteriosa e inalado a substância, a menina sentia dores na cabeça e na área genital. Por medo de represálias, silenciou sobre o fato com a mãe, a comerciária N.R.S., 37 anos. Somente na semana passada, a garota e os familiares ficaram sabendo, pela rede mundial de computadores, o que acontecera naquela noite. Antes deles, um incalculável número de internautas tomou conhecimento do fato.

Imagens revelam horrores sofridos por adolescente

Garota pode ter sido dopada com sonífero

As imagens são chocantes. Poucas podem ser publicadas. Mas é por meio delas que é possível imaginar os horrores sofridos pela adolescente de 13 anos, entorpecida sob o efeito de álcool ou de alguma outra droga. Há suspeitas de que ela tenha sido dopada com o medicamento Rohypnol – nome comercial do flunitrazepan, sonífero de uso controlado e encontrado nas farmácias sob a forma de comprimidos. Como somente agora o caso foi descoberto, a polícia não pôde determinar com precisão o tipo de substância administrada à garota.

A vítima não recorda do que aconteceu, mas as fotografias que já correram mundo não mentem sobre as sevícias que lhe foram infringidas na casa de um dos adolescentes infratores, situada na Rua Belo Horizonte, centro de Itanhém, no extremo sul baiano. Desmaiada, ela foi submetida a sexo nas formas oral, anal e vaginal. Os três rapazes se revezavam no abuso. Enquanto dois deles praticavam os atos, um outro registrava a cena numa câmera digital.

‘Minha vida acabou’, diz a mãe

Culpa, vergonha, revolta. A comerciária N.S.R., 37, mãe da garota estuprada, nem sabe definir qual desses sentimentos melhor traduz seu estado de espírito. Mas, em meio ao redemoinho de sensações que lhe atordoam, guarda apenas a certeza de que não vai esmorecer: “Só vou descansar quando esses monstros estiverem na cadeia”.

Nervosa, entremeando sua fala com um choro sentido, N. conversou ontem à tarde, por telefone, com a reportagem do Correio da Bahia. “A minha vida acabou, a vontade que eu tenho é de sumir”, disse, resumindo o próprio desespero. Mãe da adolescente violentada e de um rapaz de 19 anos, ela não consegue entender como sua família pôde se envolver em um drama dessa natureza. “A gente é pobre, mas todo mundo é honrado, decente”, enfatiza.

N. tem ainda na lembrança a imagem da filha “largada em cima da cama” do adolescente infrator, na noite de 21 de abril, quando foi chamada por uma vizinha para ir até a casa dele buscar a filha. “Fiquei tão fora de mim, que me senti mal”, contou.

Indignada e constrangida, imaginava então que a menina tinha se embriagado voluntariamente e só pensava em lhe aplicar uma severa bronca. Diligentemente, a dona da casa, mãe de um dos adolescentes infratores, tentou acalmá-la, minimizando os fatos. “Ela disse que aquilo era uma bebedeira e que não tinha acontecido nada demais”, recorda N.

Levada para casa em um carro providenciado pela mãe do jovem, N. não conseguiu fazer a filha recobrar a consciência. “Dei banho, tentei dar café e nada”, relata. “Ela chegou a vomitar, mas não acordava”, conta. Somente no dia seguinte, a menina voltou a si. Envergonhada e com a cabeça ainda enevoada, a garota nada falou sobre o assunto.

“Briguei feio com ela, mas ela não falou nada”, lembra a mãe. “Hoje eu sei que era por vergonha”, acredita. Cursando a 7a série em uma escola local, a garota deixou de freqüentar as aulas desde que o caso se tornou público. “Ela não tem coragem de sair sozinha”, revela N., que considera nebuloso seu futuro. “Não sei se vou agüentar continuar morando aqui”, conclui.

Promotor se recusa a ver fotos

Amanhã cedo, quando chegar ao fórum de Itanhém, o promotor criminal de Teixeira de Freitas, Gilberto Campos, tentará rever o CD. As imagens registradas pelos acusados foram entregues a ele na última quarta-feira, véspera do feriado de Corpus Christi, pelo advogado Rony Peterson. “Na verdade, não consegui ver as fotos. Coloquei no computador e tirei logo, são muito feias”, afirma o representante do Ministério Público. “Tem que ter muito sadismo para ver aquelas cenas. No mínimo, a menina estava muito embriagada”.

O promotor vai aguardar as investigações conduzidas pelo delegado José Neles Júnior. Só após a conclusão do inquérito policial – para o caso de Darlan Costa, 19 anos – e do boletim de ato infracional – para os menores acusados – é que ele se pronunciará. “Caso seja mesmo confirmada a participação do jovem maior de 18 anos, ele vai pegar uma punição bem forte”, prevê.

Campos está substituindo o colega titular do município vizinho de Itanhém até a próxima sexta-feira. Vai duas vezes por semana na comarca. Ainda atônito com a história, conta que estava despachando na sala destinada ao Ministério Público do fórum, quando recebeu a visita do advogado Rony Peterson, na semana passada. “Ele me deu um texto contendo o histórico com a comunicação do fato e o CD”, lembra.

CORREIO DA BAHIA

  1. 30/05/2008 às 07:30 | #1

    Nossa, fiquei estarrecida! Esses rapazes são tão calhordas que além de drogarem e estuprarem a garota (o que já é demais, na minha opinião) ainda se aproveitam do fato pra postar as fotos na internet! Pessoas assim são sociopatas que devem ser tiradas do convívio social e condenadas a apodrecer na cadeia!

  2. Zé Pelintra
    05/06/2008 às 07:24 | #2

    coloca as imagens aí pra galera

  3. Henrique
    30/09/2009 às 11:16 | #3

    Matem esses filhos da P…

  4. leandro
    12/02/2010 às 16:23 | #4

    que desgracados nogento .

  1. 29/05/2008 às 04:09 | #1

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: